(Source: mortem-et-necromantia, via jiggy4twiggy)



(via myinnocentexistence)


1 month ago / 319,458 notes / © anactopus / Reblog

(via myinnocentexistence)


1 month ago / 319,458 notes / © anactopus / Reblog

(Source: antoinette489, via blues-dapiedade)


1 month ago / 11,705 notes / © antoinette489 / Reblog

"Olho para trás e vejo aquela menina que queria entender tudo, com medo de que não coubesse tamanha quantidade de informação dentro de si. Coube e ainda cabe. E quanto mais entra, mais sobra espaço para a dúvida. Compreendo hoje que nunca entenderei a morte, os sonhos, a sensação de dejá-vu e as premonições. Nunca entenderei por que temos empatia com uma pessoa e nenhuma com outra. Não entendo como o mar não cansa, nem o sol. Não compreendo a maldade, ainda que a bondade excessiva também me bote medo." — Martha Medeiros (via silenciar)

(via silenciar)


1 month ago / 8,444 notes / © silenciar / Reblog

pixography:

Shawn Barber ~ “Memoir : The Tattooed Portraits Series

Shawn Barber’s body of work focuses primarily on painting, portraiture, and documenting contemporary tattoo culture. Barber’s intimate renditions of tattooed individuals balance both meticulous brush strokes and loose energy. Figurative in nature, these large paintings take on abstractions with explosive colors, meandering lines and paint dripping down the canvas.

Among his extensive achievements, he has taught drawing, painting and the business of art for over a decade at various art schools throughout the country. After years of documenting the art of tattoo, it was a logical progression to pick up the tattoo machine and add tattooist to his resume.

In 2009, Shawn and his girlfriend Kim Saigh opened Memoir Tattoo in Los Angeles, CA. His most recent fine art book, ‘Memoir : The Tattooed Portraits Series’ a 256 page hardcover visual tome, published by Last Gasp Books, was released in July 2012. 

(via terribletriplefeatures)


1 month ago / 293 notes / © pixography / Reblog

(Source: mundovigilia, via velhocaos)


1 month ago / 39 notes / © mundovigilia / Reblog




4 months ago / 314 notes / © groteleur / Reblog

(Source: secretdreamlife, via gnarly)


4 months ago / 86,690 notes / © secretdreamlife / Reblog


Viva e deixe morrer



[...]Que sei eu do que serei, eu que não sei o que sou?
Ser o que penso? Mas penso tanta coisa!
E há tantos que pensam ser a mesma coisa que não pode haver tantos!
Gênio? Neste momento
Cem mil cérebros se concebem em sonho gênios como eu,
E a história não marcará, quem sabe?, nem um,
Nem haverá senão estrume de tantas conquistas futuras.
Não, não creio em mim.
Em todos os manicômios há doidos malucos com tantas certezas!
Eu, que não tenho nenhuma certeza, sou mais certo ou menos certo?
Não, nem em mim...

Tabacaria - Fernando Pessoa
Poesia de Álvaro de Campos